5º Concerto de Trilhas Sonoras terá coral e dança

Publicado em Por Hosana Cortenove

Inspirado nas maiores obras do cinema, sob regência de Ricardo Abdalla Barros, será realizado no próximo dia 03 de setembro, às 20h30, o 5º Concerto de Trilhas Sonoras. O evento já tradicional no município reunirá no palco do Centro Comunitário “Armando Zamboni” neste ano, um espetáculo de música instrumental, vocal e dança. A entrada é franca.

De acordo com Ricardo, diretor da Escola Livre de Música e da BMMI, o repertório do concerto incluirá um tango, com a participação de bailarinas profissionais que farão uma coreografia. “Teremos também a presença do Coral Vozes do Senhor, da Paróquia Nossa Senhora da Conceição de Ipeúna. Além da música, o espetáculo traz o audiovisual e pretende presentear o público ipeunense com uma noite inesquecível”, explica.

Os músicos devem interpretar canções de filmes clássicos e atuais. “Sempre procuramos selecionar temas marcantes tanto de filmes clássicos quanto de outros mais atuais, fazendo um ‘passeio’ pela linha cronológica do cinema. Para isso, temos ensaiado intensamente para oferecer ao público um repertório diferenciado”.

Para Ricardo o Concerto de Trilhas Sonoras agradou em cheio o público. “Desde 2012, quando fizemos o primeiro concerto de trilhas sonoras, a Banda deu um salto espantoso, tanto em relação ao número de componentes quanto no quesito qualidade musical. Mas, atingir esse patamar não foi fácil, exigiu muita dedicação, paciência e perseverança por parte de todos os integrantes”, ressalta.

Aliás, perseverança é uma das principais características da BMMI, criada em 1997, pelo prefeito Ildebran Prata. “Nosso objetivo era promover, dirigir, incentivar e fomentar a cultura musical entre os jovens e adolescentes”. A história da BMMI começa antes, em 1991, quando um grupo de crianças, com o auxílio da Prefeitura, começou a fazer aulas de flauta doce na vizinha Charqueada, com a professora Benedicta Morato Gomes.

Anos mais tarde, impulsionados pela vontade de estudar outros instrumentos, além da flauta doce, os alunos compraram seus próprios instrumentos, dando início à formação da Banda Municipal, um dos mais antigos projetos culturais do município. Contando com o apoio da Prefeitura, a BMMI foi se desenvolvendo e no período entre 2000 e 2004, tornou-se referência no circuito estadual de bandas musicais, conquistando títulos e campeonatos regionais e projetando o município culturalmente.

A partir daí, a BMMI criou sua identidade e vem formando músicos que integram as melhores orquestras do Estado e do Brasil. A Prefeitura investe na aquisição e manutenção de instrumentos musicais para a Banda, além de manter a Escola Livre de Música de Ipeúna, onde a maioria dos músicos da Banda inicia seus primeiros acordes. Mais informações pelo telefone 3537.1379.

Deixe um comentário abaixo