Após dois anos de luta moradores do centro sem Garagem conquistam “Zona Azul” gratuita

Publicado em Por Hosana Cortenove

Nesta terça-feira, dia 10, o Diário Oficial do Município de Piracicaba publicou o Decreto 16.652 que isenta do pagamento do sistema de Estacionamento Rotativo moradores do centro da cidade cujos prédios não possuem garagem.  Essa é uma luta de cerca de dois anos, que foi encabeçada pelo vereador Paiva (PT).

De acordo com o artigo primeiro do decreto: “No caso de residências unifamiliares ou condomínios residenciais que não possuam vagas para garagem, fica dispensada a cobrança do sistema de estacionamento rotativo pago “Zona Azul”, desde que os veículos estejam estacionados exclusivamente nas áreas determinadas no Cartão Modelo Único da Semuttran”.

Em 2014, o vereador Paiva levantou em seis prédios do centro da cidade, 122 apartamentos com necessidades de vagas.

Moradores de prédios com vagas e que necessitariam de uma segunda vaga ou cujas vagas são usadas por outros apartamentos totalizavam 84.

“Esta é mais uma vitória da organização dos cidadãos piracicabano que nós tivemos a oportunidade de intermediar. Levamos essa reivindicação por meio de uma reunião pública em 2014 quando debatemos alternativas atender às reivindicações dos moradores”, comentou Paiva.

Em 27 de maio de 2014 o tema foi tratado em Reunião Pública na Câmara dos Vereadores, que contou com a presença de mais de 50 pessoas.

A iniciativa do vereador José Antonio Fernandes Paiva (PT) levou a Câmara Municipal o secretário municipal de Trânsito e Transportes, Jorge Akira Kobayaski e o diretor do Sistema de Estacionamento Rotativo Público da Estapar, Adelcio Antonini.

Durante o encontro, o secretário municipal de Trânsito e Transportes Jorge Akira Kobayaski pediu 90 dias para analisar as propostas e buscar alternativas para as reivindicações.

Depois desse período o secretário anunciou que os moradores poderiam estacionar seus veículos gratuitamente, por duas horas diárias, nas ruas próximas aos seus endereços.

Deixe um comentário abaixo