Arrastão contra dengue continua em Ipeúna

Publicado em Por Diagramador

Em três dias de arrastão contra a dengue em Ipeúna, foram recolhidos aproximadamente 1.700 sacos de 20 litros de materiais considerados possíveis criadouros do mosquito da dengue.

O arrastão foi realizado nos dias 22, 23 e 25 de abril e mobilizou os agentes da Estratégia de Saúde da Família (PSF) e o Setor de Limpeza da Prefeitura de Ipeúna.

De acordo com o secretário de Saúde do município, Diego Heron Pinheiro, o resultado do arrastão confirma a necessidade da colaboração da população na luta contra a dengue.

“Tivemos muito material recolhido dos quintais, sem contar, é claro, os objetos descartados de forma inadequada em terrenos baldios, o que contribui para a proliferação do mosquito da dengue”, afirma o secretário de Saúde.

Entre os materiais recolhidos nas residências estão pneus velhos, garrafas, latas, plásticos, potes, entre outros.

Além da vistoria nos imóveis e recolhimento dos materiais, os agentes também fizeram o trabalho de orientação sobre prevenção e os sintomas da dengue.

Diego Pinheiro explica que cerca de 70% dos imóveis do município foram visitados, exceto o bairro Portal dos Nobres.

“As equipes continuam fazendo as vistorias e orientação nas residências e devemos finalizar esse trabalho nos próximos dias; em seguida, estaremos realizando o arrastão no bairro Portal dos Nobres”, ressalta.

O secretário informa que os proprietários dos imóveis que se encontrarem fechados serão notificados.

O mosquito da Dengue se reproduz em água parada, por isso, o secretário de Saúde alerta a população para que não acumule no quintal materiais desnecessários e sem uso, como pneus, garrafas, latas, baldes, que devem ser guardados de cabeça para baixo em locais cobertos. “Caixas d’água devem estar sempre tampadas e as vasilhas de água e comida dos animais devem ser lavadas com água e sabão, além de substituir a água dos pratos de vasos por areia”, completou o secretário.

Deixe um comentário abaixo