Brotas comemora 178 anos. Parabéns!

Publicado em Por Hosana Cortenove

 

Brotas está localizada bem no centro do estado de São Paulo, no coração de uma das regiões mais desenvolvidas do país, mas que ainda nos presenteia com suas riquezas e belezas naturais preservadas. Dotada de uma posição geográfica estratégica e privilegiada, vêm assumindo um novo caminho e desponta no contexto ecoturístico nacional.

Historicamente, sempre ligada à produção rural e à economia agrícola, teve sua época áurea no princípio do século XX, com a cultura do café. Brotas reúne características bastante significativas no que se refere à preservação de recursos naturais, pois retém uma grande parcela de mata nativa, abrigando uma considerável biodiversidade animal e vegetal. Mas seu maior patrimônio natural consiste no relevo de modo geral suave, na formação das “Cuestas Basálticas”, e de seu grande manancial hídrico, destacando-se o rio Jacaré Pepira, um dos poucos rios ainda não poluídos do estado de São Paulo.

Essas condições naturais fazem de Brotas uma das poucas regiões do interior de São Paulo que ainda concilia ambiente natural, com os aspectos de uma área quase toda ocupada pela atividade rural, garantindo-lhe uma forte beleza paisagística além de apresentar aspectos culturais típicos da comunidade local.

Brotas abriga em suas “serras” várias nascentes e rios encachoeirados, que cortam vales e encostas, concentra uma enormidade de atrativos turísticos, na sua maioria hídricos (represa, ribeirões, cachoeiras, corredeiras e nascentes). Seu potencial natural aliado ao incremento de produtos e serviços turísticos, confere à região um enorme potencial para o turismo de aventura, ecoturismo e para o turismo rural.

Por volta de 1839, foi construída uma capela dando origem à primitiva povoação local. O território, inicialmente, pertencia à sesmaria da região de Araraquara e era cortado pelas trilhas de expansão de Minas para o interior do Estado.

Os primeiros a se fixarem na região foram famílias mineiras “Gente que estava apenas abandonando o sonho das minas para substituí-lo pelo sonho da permanência, do plantio, da fixação ‘a terra” – BUSSAB(1992).

Brotas tornou-se distrito de Araraquara em 1841, sendo em 1853 transferido para Rio Claro e tornou-se município em 22 de agosto de 1859. O aniversário da cidade é comemorado no dia 03 de maio, por ocasião de uma antiga comemoração católica, a de Santa Cruz.

Brotas teve sua fase de maior desenvolvimento, na década de vinte e trinta, época da expansão do café para o interior paulista. Viveu em função desta atividade econômica até sua crise definitiva. É marcante a presença de imigrantes italianos e seus descendentes que tiveram influência nos rumos políticos da cidade.

A crise do café trouxe um período de estagnação econômica ao município que na época perdeu população para os grandes centros urbanos. A taxa anual de crescimento da população tornou-se positiva à partir da década de oitenta.

Atualmente, o município ainda possui uma economia predominantemente agrícola, onde destaca-se também a agroindústria da cana, que hoje abriga a maior parte da mão-de-obra.

Considerando-se a tradição agropecuária e os recursos naturais do município, cachoeiras, matas preservadas e serras, uma economia turística, com base no ecoturismo (turismo rural, turismo aventura, como caminhadas, arborismo, esportes de aventura e várias atividades praticadas junto à natureza), que visa uma alternativa de desenvolvimento sustentável para o município, hoje já é com certeza, ponto de referência para a prática de esportes de aventura, como o rafting, bóia-cross, canyoning, arborismo e outros.

Brotas comemora 178 anos. Parabéns!

Brotas comemora 178 anos. Parabéns! – Foto: Arquivo/ JR

História de Brotas:

Curiosidade: o nome “Brotas”

A origem do nome Brotas recebe três hipóteses:

Brotas de olho d’água; Brotas de broto de capim (mato que brotava depois de pousadas de trilheiros); A mais provável vem das origens da fundadora de Brotas. Sendo dona Francisca Ribeiro dos Reis descendente de portugueses católicos e devota de Nossa Senhora das Brotas, que teria prestado uma homenagem à Santa, dando seu nome à cidade. Na Capela de Santa Cruz existe uma imagem do século XIX da referida Santa, sendo esta a mais reverenciada naquele país, até o aparecimento de Nossa Senhora de Fátima, em 1917, que se tornou a atual padroeira de Portugal.

Informações: www.brotas.com.br

Dentro das comemorações nesse ano a Secretaria de Educação do Governo Seriedade e Trabalho está organizando o tradicional Desfile Cívico, uma das principais atrações na comemoração aos 178 anos de Brotas. O evento acontece na quarta-feira, dia 03, às 09h00, em trecho da Avenida Ropholfo Guimarães, no centro e deve contar com a participação de mais de 600 alunos de todas as escolas da cidade, rede municipal, estadual e particulares. De acordo com informações da Secretaria de Educação, as crianças vestirão camisetas brancas, como promotoras da paz pela Avenida. “Estamos vivenciando uma lamentável situação de eminente guerra no mundo, entre Estados Unidos e Correia do Norte. Estamos vivenciando constantes conflitos no Oriente Médio, muitas pessoas estão sofrendo. Em nosso país a política nacional anda muito conturbada; por isso, queremos chamar a atenção com o tema Paz. É o que o mundo e nosso país mais prescisam neste momento”, disse a Professora Gilda Salviatto de Oliveira, Secretária de Educação.

Bandas e Fanfarras das Escolas de Brotas, Banda Municipal de Dois Córregos, Banda Marcial de Bocaina, Banda da Polícia Militar com canil, Tiro de Guerra de Jau e Banda Marcial Municipal de Promissão marcarão presença para abrilhantar ainda mais a comemoração. Sendo que a Banda de Promissão fecha o evento, andando até a Festa de Santa Cruz, junto com a população, num resgate de como eram feitos os desfiles antigamente.

A concentração de autoridades será feita na Praça Amador Simões; onde o Prefeito Capitão Modesto receberá vereadores de Brotas, Secretários Municipais e demais autoridades que prestigiarão o Desfile. “Será um desfile muito bem organizado, pontual, em que nossas crianças vão abordar um tema bem pertinente. Resgatamos a tradição de fechar o desfile com Banda indo até a Festa de Santa Cruz. Vai ser uma bonita festa. Convido a todos para prestigiar”, disse o Prefeito Capitão Modesto.

 

Deixe um comentário abaixo