Café Musical Especial terá abertura de exposição Amigos da Arte

Publicado em Por Jose Guilherme Cortenove

No próximo sábado, acontecerá no Museu Gustavo Teixeira a exposição Amigos da Arte, com a participação de quatro expositores de São Pedro – João Ribeiro, Áurea Hensel Zaghi, Maria de Fátima Quiozine e Ana Carolina Santi, integrando a programação do Café Musical Especial, que terá ainda a apresentação do grupo vocal Dedo de Moça, acompanhado ao piano por Junior Fondello e Sandra Golinelli.

O Grupo Vocal Dedo de Moça, quarteto formado por Márcia Graner, Elaine Rodrigues, Valéria Chiarinelli e Gislaine Rodrigues, vai apresentar repertório variado, com músicas brasileiras e estrangeiras.

As obras, aproximadamente 60 no total, são feitas em nanquim e bico de pena no caso de João Ribeiro, óleo e acrílico sobre tela nas produções de Áurea, óleo sobre tela de Maria de Fátima e fotografias de Ana Carolina Santi.

“No início do ano, anunciamos que as pessoas interessadas em expor no Museu deveriam nos procurar e esta mostra é resultado desta ação, com a reunião de obras de quatro talentos de São Pedro”, conta a coordenadora de Cultura, Sandra Golinelli. Maria de Fátima conta que sempre se interessou pelas artes e artesanato.

“Foi um desejo interior poder expressar através das telas e como hobby fui perdendo o medo dos pincéis e as tintas foram ganhando forma”, destaca a artista que mora há 7 anos em São Pedro e desde então se dedica à pintura e tela em tecido, além de artesanato em geral.

“Sinto que tenho muito a aprender, pois a cada dia descubro algo novo, uma infinidade de ideais surgem e tenho a necessidade de compartilhar”, ressalta.

João Ribeiro Junior é advogado e professor universitário e fez curso livre de desenho e pintura na Associação Paulista de Belas Artes.

Também é sócio-fundador da Associação dos Artistas Plásticos de Jundiaí e participou de vários salões, sendo premiado em vários deles.

Ana Carolina Santi, também graduada em Direito, desde pequena é apaixonada por fotos e por fotografar.

Depois de graduar-se em fotografia pela Universidade Metodista de Piracicaba (Unimep), vem aprimorando seu talento e trabalho com muito estudo, workshops, cursos, palestras e principalmente com muita dedicação, passando horas em seu estúdio testando luzes, novas técnicas e criando diversos cenários.
Retratista nata, sua paixão é registrar sorrisos, expressões e olhares da diversidade cultural e social e o resultado de todo este empenho poderá ser visto na exposição que será aberta ao público também no próximo sábado, dia 12.

Deixe um comentário abaixo