Carlos Defavari busca apoio do Governo do Estado para melhorias em Rio das Pedras

Publicado em Por Hosana Cortenove

O prefeito Carlos Defavari, e o secretário de Planejamento Eduardo Marrano, estiveram no Palácio dos Bandeirantes – sede do Governo do Estado de São Paulo – para buscar apoio em viabilizar melhorias para Rio das Pedras. Na capital, foram recebidos por dois filhos adotivos da Cidade Doçura: Ricardo Viegas, do gabinete do secretário da Casa Civil, que morou por 3 anos em Rio das Pedras e estudou na Escola Técnica Agrícola; e Mário Sérgio Matsumoto, subsecretário de Relacionamento com Municípios da Casa Civil, filho de dona Tereza Petrini Matsumoto e que passava férias no Centro de Rio das Pedras.

O início da conversa foi cheia de nostalgias, com lembranças saudosas dos bons tempos vividos na Cidade Doçura. E, nesse clima, a reunião se conduziu com o propósito de buscar meios que viabilizem melhorias para Rio das Pedras. O prefeito Carlos Defavari contou sobre a delicada situação financeira encontrada no município e do esforço feito para recuperar os combalidos cofres.

Matsumoto apontou caminhos a serem seguidos, como o Investe São Paulo (Agência Paulista de Promoção de Investimento e Competitividade), que pode auxiliar na busca por empresas que tenham o interesse de se instalar em Rio das Pedras e, por consequência, gerar empregos. Também se falou do Desenvolve SP (Agência de Desenvolvimento Paulista), que pode proporcionar investimentos para melhorias ou criação de novos distritos industriais.

“Sabemos que Rio das Pedras não tem nenhum litro de esgoto tratado. Sugiro que seja intensificada a busca por recursos para viabilizar a construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE)”, ressaltou Viegas. Diante disso, Matsumoto se comprometeu a agendar reunião junto à Sabesp.

O subsecretário da Casa Civil fez o levantamento sobre quanto de verbas estão destinadas à Rio das Pedras. O governador Geraldo Alckmin já autorizou repasse de R$ 2,25 milhões para construção de uma nova Estação de Tratamento de Água (ETA), além de R$ 100 mil para reforma da base da Polícia Militar, ambos intermediados pelo vereador Edison Marconato. Além disso, estão empenhados mais R$ 900 mil, divididos em três etapas, para infraestrutura urbana, como recapeamento asfáltico.

De acordo com informações do Governo do Estado, Rio das Pedras deixou de recebeu milhões em verbas nos últimos anos. Para a construção de um parque ecológico junto ao Poliesportivo estavam garantidos R$ 2,7 milhões, que não chegaram aos cofres municipais “por falta de demonstração de interesse”, conforme documento do Estado.

“Ficamos sabendo dessa e de outros muitas verbas que não vieram para Rio das Pedras por falta de documentação ou pela simples falta de manifestação da Prefeitura em haver interesse. Tanto no Governo do Estado quanto na União, se o dinheiro fica muito tempo parado, ele volta. Para receber não é só ter a promessa ou ter o valor empenhado. É preciso apresentar documentos, projetos, cronogramas. Vamos correr atrás do que foi perdido e de novas verbas. O primeiro passo é regularizar os débitos da Prefeitura, o que já estamos fazendo”, afirmou o prefeito Carlos Defavari.

Ofícios – Durante a reunião, o secretário de Planejamento, Eduardo Marrano, entregou nove ofícios solicitando apoio para conseguir verbas para os mais diversos setores:

1 Comment so far. Feel free to join this conversation.

  1. Welbi Maia Brito 3 de fevereiro de 2017 at 22:27 - Reply

    Mesmo enfrentando a grave crise econômica que o país vive, gerada pelos erros na condução da política econômica do governo Dilma, o governador Geraldo Alckmin não deixa de investir nos municípios paulistas e entidades sociais com obras prioritárias e nas áreas sociais como cultura, habitação, segurança, saúde, educação e saneamento.

Deixe um comentário abaixo