Cecan promove ações de prevenção ao câncer de próstata

Publicado em Por Jose Guilherme Cortenove
Cecan promove ações de prevenção ao câncer de próstata

Cecan promove ações de prevenção ao câncer de próstata – Foto: Divulgação

Para conceder maior amplitude ao esforço que médicos e funcionários do CECAN (Centro do Câncer da Santa Casa de Piracicaba) empreendem diariamente para ampliar o conhecimento e a conscientização sobre a importância da prevenção ao câncer de próstata, a Unidade promoveu palestra nesta sexta (10), abrindo oficialmente a programação estabelecida para reverenciar o Novembro Azul.

A iniciativa partiu dos médicos oncologistas Fernando Medina, Mary Thereza e André Moraes, diretores do CECAN, que recepcionarão o médico urologista Thiago Aguiar para falar a pacientes e convidados sobre “A importância da saúde do homem”.

Segundo Medina, além das palestra a programação contou também com visitas a empresas. “Quando a abordagem é feita no ambiente de trabalho, é possível levar a informação a um número maior de pessoas”, disse o oncologista, que acredita na eficiência do efeito multiplicador. Ele palestrou no último dia 7 na Viação Ouro Verde, em Sumaré, e no próximo dia 14, estará na empresa Klabin, em Piracicaba. “Várias outras visitas estão sendo agendadas”, revelou.

Ele explica que o câncer na próstata (glândula do sistema reprodutor masculino que produz e armazena parte do fluido seminal) é o tumor mais comum entre homens acima dos 50 anos. Os fatores de risco incluem idade avançada, histórico familiar da doença, fatores hormonais e ambientais, sedentarismo, excesso de peso e maus hábitos alimentares.

“A maioria dos cânceres de próstata cresce lentamente e não causa sintomas, embora tumores em estágios mais avançados possam ocasionar dificuldade para urinar, sensação de não conseguir esvaziar completamente a bexiga e presença de sangue na urina”, disse o oncologista, lembrando que pode ocorrer também dor óssea, principalmente na região das costas, devido à presença de metástases em casos de evolução da doença.

Ele lembra que o câncer de próstata pode ser diagnosticado por meio de exame físico (toque retal) e laboratorial (dosagem do PSA). Caso sejam constatados aumento da glândula ou PSA alterado, indica-se a realização de biópsia para averiguar se o tumor é maligno. Em alguns casos, recomenda-se o monitoramento do câncer; tumores mais agressivos exigem radioterapia, quimioterapia, terapia hormonal ou cirurgia.“O melhor mesmo é prevenir e evitar a doença por meio de uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais e menos gordura; prática de atividade física; manutenção do peso adequado à altura; redução do consumo de álcool; restrição ao fumo e realização de exames de rotina para homens a partir dos 40 anos”, orienta.

Deixe um comentário abaixo