CRAS expõe telas produzidas nos Projetos Cores da Vida e Oficina de Pintura

Publicado em Por Hosana Cortenove

“Eu sou capaz”. Com essa frase a costureira Maria Santos da Purificação, 49 anos, definiu o que sentia ao ver suas telas expostas na III Exposição de Quadros do CRAS Ipeúna, aberta na noite da terça-feira (29), no Centro de Convivência do Idoso (CCI). A mostra reuniu dezenas de telas produzidas pelos participantes dos projetos “Cores da Vida” e “Oficina de Pintura”, desenvolvidas ao longo deste ano.

“Sempre me interessei pela pintura em tela, mas nunca achei que seria capaz de pintar um quadro. Aprendi a pintar na Oficina de Pintura, já fiz mais de 20 quadros. Ao finalizar uma tela me sinto tão feliz em ver do que sou capaz. Não tem como explicar o sentimento de alegria e satisfação. É maravilhoso avançar além dos limites”, declara.

A dona de casa Jaqueline Azevedo da Silva, 24, ressalta que participar da Oficina foi como uma terapia. “Não só me mostrou que sou capaz de ir muito além do que imaginava, mas me permitiu ser mais focada em meus objetivos. A pintura exige foco e consegui trazer essa qualidade para minha vida pessoal. Já fiz mais de 200 telas, estou muito feliz!”.

Para a gestora do CRAS, a assistente social Giseli Spigolon a exposição é o resultado do trabalho realizado ao longo do ano. “Não se trata simplesmente da técnica em si, mas da valorização pessoal de cada participante. Nosso objetivo é trabalhar questões sociais, vínculos familiares, saúde, entre outros aspectos. Observamos significativa evolução em cada um dos participantes, tanto no aspecto artístico quanto no psicossocial e isso reflete o atingimento dos objetivos estabelecidos para cada um dos projetos”, afirma.

O secretário de Saúde, Desenvolvimento e Assistência Social, Jordano Zanoni, afirmou que a realização da exposição dá visibilidade não só ao trabalho desenvolvido pelo CRAS, “mas contribui também para a construção de novas experiências, favorecendo o diálogo e o convívio social”. Para o aposentado Antonio Camargo, conhecido como Gaúcho, a exposição é um momento muito especial. “Me sinto muito satisfeito em poder mostrar o meu trabalho”.

A exposição marcou o encerramento dos projetos desenvolvidos pelo CRAS em 2016, que devem ser retomados em 2017. Mais informações pelo telefone (19) 3576-1359 ou na sede do CRAS, localizada na Rua Araripe Custódio da Fonseca nº 1101, no bairro Altos de Ipeúna.

Deixe um comentário abaixo