Crea-SP lança pedra fundamental da Casa da Engenharia de Brotas

Publicado em Por Jose Guilherme Cortenove

No local funcionará nova unidade do Crea-SP e recém-criada Associação de Profissionais
Na próxima sexta-feira, 1º de julho, o Crea-SP realizará no Centro Comunitário Urbano de Brotas, na Rua Marechal Deodoro, nº 10 – Centro, a cerimônia de lançamento da Pedra Fundamental da Casa da Engenharia daquele município, onde funcionarão uma nova Unidade Operacional (UOP) do Conselho e a recém-fundada Associação dos Engenheiros, Arquitetos, Técnicos e Tecnólogos de Brotas. O terreno para a construção da Casa da Engenharia de Brotas, com 1.413,78m², fica na Avenida Dante Martinelli, 585, e sua doação ao Crea-SP foi aprovada pela Câmara Municipal na gestão do prefeito Orlando Pereira Barreto Neto. A construção teve início no dia 27 de junho passado e está a cargo da FAN Empreendimentos e Participações Ltda. – EPP, empresa vencedora da licitação para a obra.

Além do Presidente do Crea-SP, Eng. Francisco Kurimori, estarão presentes à cerimônia da Pedra Fundamental o Prefeito de Brotas, Orlando Pereira Barreto Neto; o atual Presidente da Câmara Municipal, Bruno Cesar Veronese Urbano; o Presidente da Federação das Associações de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado de São Paulo – FAEASP, Arq. Urb. Valdir Bergamini Presidente; o Presidente da Associação dos Engenheiros, Arquitetos, Técnicos e Tecnólogos de Brotas, Eng. Civil Júlio Lourenção Neto; e outras autoridades locais e regionais.

A função da Casa da Engenharia O Crea-SP já construiu 17 Casas da Engenharia e até o final de 2017 estão previstas a entrega de 12 unidades e a conclusão de mais 6 projetos. O objetivo da Casa da Engenharia do Crea-SP é aproximar o Conselho da população, para conscientização dos agentes regionais sobre a importância do trabalho dos profissionais da área tecnológica no desenvolvimento das cidades e de suas áreas rurais, além de servir à sociedade como espaço de aprimoramento técnico-científico – não apenas dos profissionais do Sistema Confea/Crea, mas de toda a sociedade civil organizada.

No caso da Associação dos Profissionais, a entidade de classe poderá, por exemplo, promover cursos de atualização para profissionais da área tecnológica; auxiliar o Crea-SP na fiscalização do exercício profissional nos vários segmentos da Engenharia e da Agronomia, visando à garantia de segurança à população; auxiliar a Prefeitura na concepção de convênios para construção de casas populares; e participar dos diversos Conselhos Municipais, etc.

Deixe um comentário abaixo