Escola de Engenharia de Piracicaba expõe a partir da próxima quarta-feira projetos mecatrônicos criados por alunos

Publicado em Por Jose Guilherme Cortenove

Nove projetos mecatrônicos, concebidos, planejados e executados por alunos concluintes do curso de Engenharia Mecatrônica da EEP- Escola de Engenharia de Piracicaba, estarão expostos à visitação pública durante a Mostra a ser aberta às 19h30 da próxima quarta-feira, 16, no espaço cultural da Biblioteca da FUMEP.

A exposição prossegue até o dia 20 de dezembro e pode ser conferida de segunda à sexta-feira,  das 7h30 às 22h30, e aos sábados, das 7h30 às 16h30.

O professor Anderson Rodrigo Rossi, coordenador do curso, revela que a Mostra é resultado do trabalho de conclusão de curso dos alunos, que conceberam todos os projetos cuidando de seu organograma, cronograma e execução das soluções, processo que envolve controle e automação de mecanismos e gestão inteligente de processos industriais.

“Uma excelente oportunidade para quem busca soluções com tecnologia”, destaca.

Ele revela que o desprendimento e criatividade dos alunos surpreenderam e, este ano, a Mostra vai contar com apresentações bastante interessantes. Estarão expostos um scanner  3D de baixo custo capaz de obter as dimensões de uma peça pronta para recriá-la de acordo com a necessidade do cliente; um sistema automático para confecção de placas eletrônicas de maneira mais rápida, eficiente e qualitativa; um sistema automatizado de irrigação em estufa de forma a aumentar a produtividade e reduzir a freqüência de visitas ao local bem como a mão de obra necessária ao cultivo; e uma motocicleta com ignição digital.

Também estarão expostos sistema para redução de falhas em injetor de combustível; uma central de monitoramento para sítio capaz de analisar o ambiente da lavoura e realizar irrigações automáticas; sistema que proporciona eficiência no direcionamento e eliminação de enrosco de chapas de papelão ondulado, eliminando problemas causados pelas antigas mesas de Flaps; um equipamento de medição de coeficiente de molas para verificação da qualidade do produto acabado em análises laboratoriais e engenharia reversa e, por fim, uma máquina de ensaio Charpy para caracterizar o comportamento dúctil-frágil de materiais através do rompimento de corpos de provas de forma a determinar a energia perdida durante o impacto.

“O processo de concepção e execução final dos projetos é de extrema importância por preparar os futuros engenheiros mecatrônicos a atender as expectativas e necessidades de um mercado cada vez mais competitivo e exigente”, afirma o professor Anderson Rossi ao considerar que a Mostra atrairá também empresas interessadas em conhecer a dinâmica de criação e execução de projetos mecatrônicos que lhes possam ser úteis.

Deixe um comentário abaixo