Escola Estadual “Aroldo Donizetti Leite” celebra Dia da Consciência Negra

Publicado em Por Hosana Cortenove

Data foi comemorada com apresentações, capoeira e visitante de Guiné Bissau

Como culminância do Projeto Diversidade elaborado pela área de Ciências Humanas da Escola Estadual “Aroldo Donizetti Leite”, conhecida como “Escola da Jaqueira”, de São Pedro, foram realizadas atividades especiais  tendo por objetivos levar à reflexão sobre a presença do racismo em nossa sociedade, buscando propostas para o seu combate e a sua superação, e ao mesmo tempo, conscientizar os alunos sobre a importância e a riqueza da cultura africana como matriz cultural brasileira.

Foram apresentados vinte e cinco variados temas pelos alunos, sob a orientação dos professores Elias Mariano e Evandro Daniel, além do coordenador da área de Ciências Humanas, professor Marcos Aquino, desde a influência das línguas de origem africana na língua portuguesa, passando pela arte, dança e culinária africana, até questões relacionadas às ações afirmativas.

Houve apresentação e aula de Capoeira com o Legado Negro, na qual mestre Fofão contou a história dessa arte, que marcou a resistência do negro diante dos horrores da escravidão e serviu como forma de preservação e transmissão da identidade africana.

Como destaque, nesse dia especial, a escola recebeu um ilustre visitante, vindo do outro lado do Oceano Atlântico, filho genuíno da África, Felisberto Indequem Nhode, de Guiné Bissau, que palestrou sobre a diversidade de seu país, que também fala o português.

Ele deixou uma bela mensagem aos presentes: “O que nós precisamos valorizar sempre é a raça humana. Devemos considerar a palavra Ubuntu, de origem africana, que significa: eu sou quem eu sou porque nós somos, e aí vamos valorizar todas as pessoas, independente de sua cor de pele ou etnia”.

Deixe um comentário abaixo