Frente Parlamentar Pró-Saúde reúne-se com o diretor do DRS-X

Publicado em Por Adelle Gebara

Sabatina amigável, primeiro contato de apresentação, momento para sanar dúvidas e de aproximação, foi a tônica da reunião da Frente Parlamentar Regional Pró-Saúde, ocorrida na quarta-feira, dia 13, com Hamilton Bonilha,  que é médico infectologista e assumiu a direção da DRS-X em 14 de novembro.

Durante a reunião os 13 parlamentares deliberam pela necessidade de ouvir o secretário de Saúde de Piracicaba, Pedro Mello, no início de janeiro.

O órgão da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo coordena ações relacionadas a 26 cidades paulistas, divididas nas regiões Piracicaba, Limeira, Rio Claro e Araras, cuja população estimada é de 1,5 milhão.

“Frente Parlamentar Pró-Saúde reúne-se com o diretor do DRS-X” – Foto: Divulgação

De Piracicaba, estiveram presentes os parlamentares Adriana Cristina Sgrigneiro Nunes, a Coronel Adriana (PPS), Pedro Kawai (PSDB), Paulo Campos (PSD), Wagner Oliveira (PHS) e Gilmar Rotta (PMDB).

Da região, participaram Carlos Eduardo Oliveira (o Du Sorocaba) e Joyce Benevides, de São Pedro, Leandro Penatti e Edson Marconato, de Rio das Pedras, Luiz Aparecido Lopes (o Luiz Funileiro), de Saltinho, além de Ângela Maria Barboza, Alex Sandro Domingues Santos e Fábio dos Santos, de Rafard.

Os vereadores André Bandeira (PSDB), Osvaldo Schiavolin, o Tozão (PSDB), e Ronaldo Moschini (PPS) enviaram representantes.

Segundo Bonilha, o DRS-X é responsável, na região de Piracicaba, por 11 cidades.

Bonilha destacou que tem percorrido as cidades para captar as particularidades e que em poucas semanas percebeu a necessidade de aproximação maior com as gestões dos municípios para que a DRS-X promova a interlocução com as Santas Casas.

Mesmo com problemas, Bonilha acredita que o DRS-X está numa posição confortável, se comparada à situação de outras regiões, uma vez que o departamento é o terceiro menor em número de ações no Estado.

“Vejo a iniciativa de criação da Frente Parlamentar com bons olhos. É fundamental que se vá em busca de recursos, pois somente assim conseguimos mudar a assistência ao cidadão.”, destacou o diretor da regional de Saúde.

A vereadora Coronel Adriana abriu a reunião comentando que a vinda de Bonilha para a reunião representa o início de um bom relacionamento do DRS-X com os parlamentares.

Para Wagner de Oliveira, o Wagnão, as informações fornecidas pelo profissional serviram para munir a Frente de subsídios para as reuniões com as esferas municipais e estaduais.

O vereador Pedro Kawai citou a necessidade de articulação, no próximo ano, para novo aumento do teto da saúde da cidade.

O vereador Gilmar Rotta também reforçou a mesma questão, lembrando que a atualização conquistada este ano – de R$ 10 milhões – tomava como base cálculos feitos há três anos.

Deixe um comentário abaixo