Governador Geraldo Alckmin inaugura penitenciária masculina de Piracicaba

Publicado em Por Hosana Cortenove

Nesta terça-feira, dia 26, o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) inaugurou a penitenciária masculina de Piracicaba.

Com mais de 11 mil m² de área construída, a unidade possui capacidade para abrigar 847 detentos em regime fechado e é destinada a atender a demanda de vagas prisionais para presos já condenados. O investimento do Governo do Estado no empreendimento foi de R$ 36,2 milhões.

“Estamos entregando hoje mais uma penitenciária masculina, com capacidade para 847 presos. Isso traz benefício para a segurança pública da região, porque tirar criminoso da rua, melhora a segurança pública”, afirmou Geraldo Alckmin.

“E quero aqui cumprimentar a região de Piracicaba, o CPI-9, o D Inter 9, porque os números do mês de junho, publicados ontem, foram positivos. Tivemos uma grande redução de homicídios, de vítimas de homicídio, de latrocínio, de vítimas de latrocínio”, comentou o governador sobre os indicadores criminais publicados mensalmente pela Secretaria da Segurança Pública.

A unidade inaugurada receberá presos já condenados dos centros de detenção provisória (CDPs) de Piracicaba, Americana, Campinas e também presos de bom comportamento das penitenciárias de Casa Branca, Capela do Alto, Guareí, Hortolândia, Iperó e Itapetininga, que possuam família na região.

O novo modelo foi construído com base em projetos de engenharia que primam pelas boas condições de custódia dos presos, com foco na segurança e na ressocialização.

A nova unidade conta, ainda, com infraestrutura para abrigar atividades laborais e educativas.

No local há pavilhões de trabalho e de serviços – como cozinha industrial, onde os próprios presos preparam os alimentos – e salas de aula, além dos setores de inclusão e saúde.

O setor interno é constituído por edifícios de inclusão, triagem e saúde; serviços, com circulação central, galeria e cozinha industrial; educação, com salas de aula.

Em seguida, interligados pela galeria ficam os oito raios – cada um com pátio de sol exclusivo, além dos edifícios de serviços para trabalho. Na muralha de segurança localizam-se as torres de vigilância, sendo uma em cada canto e as guaritas intermediárias.

O setor externo abriga a espera de visitantes, portaria-mirim, estacionamentos, reservatório elevado, edifício da administração e as edificações auxiliares: abrigo de lixo, subestação e o abrigo de gás.

A penitenciária conta com estação de tratamento de esgoto compacta e poços profundos para o abastecimento de água potável.

 

1 Comment so far. Feel free to join this conversation.

  1. Welbi Maia Brito 30 de julho de 2016 at 16:03 - Reply

    São Paulo, até pela eficiência de suas polícias, tem a maior população carcerária do país. Diferente dos outros Estados, as penitenciárias e o centros de detenção provisórias se encontram em boas condições. Muito diferente do que foi encontrado pelo PSDB há 20 anos. Quem não se lembra do Carandiru e das grandes rebeliões? Em São Paulo isso acabou. Se não está perfeito, melhorou muito. No resto do país, não.

Deixe um comentário abaixo