Ipeúna recebeu Plano que estabelece diretrizes para os próximos 20 anos

Publicado em Por Hosana Cortenove

O prefeito de Ipeúna, Ildebran Prata participou da reunião plenária dos Comitês PCJ, no Portal dos Sonhos, em Extrema (MG), durante a qual recebeu os Planos Municipais de Saneamento Básico e de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, custeados pela Fundação Agência das Bacias PCJ.

Para o prefeito Ildebran Prata, a elaboração do Plano é de grande importância para traçar a tomada de decisões de políticas públicas ligadas ao saneamento em seus quatro eixos principais: abastecimento de água potável; esgotamento sanitário; limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos; e drenagem.

“Essa parceria é extremamente relevante para nós, pois nos auxiliará na promoção da gestão dos recursos hídricos com propriedade e conhecimento para promover o uso adequado e o desenvolvimento das bacias dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí”, afirmou o prefeito ipeunense.

A elaboração dos Planos em Ipeúna, pela B&B Engenharia, contratada pela Fundação Agência das Bacias PCJ, teve início em dezembro de 2013.

A versão final dos Planos foi apresentada em outubro do ano passado.

Após análise, o Grupo de Trabalho solicitou uma revisão nos valores sugeridos para investimentos no plano de ações apontadas no prognóstico para esgotamento sanitário.

De acordo com a coordenadora de projetos da Agência das Bacias PCJ, Elaine Franco, os planos funcionam como ferramentas essenciais para o desenvolvimento sustentável do município.

“Os Planos estabelecem as diretrizes no horizonte de 20 anos. Esse planejamento permite que as cidades identifiquem problemas, diagnostiquem demandas de expansão e delimitem as metas, objetivando o atendimento da população com qualidade”, completa.

Na ocasião, 23 gestores de outros municípios também estiveram recebendo seus respectivos Planos.

Os municípios foram distribuídos em quatro lotes.

Os três primeiros, cujo investimento foi de R$ 1.765.215,50, englobam as cidades de Rafard, Elias Fausto, Jaguariúna, Charqueada, Louveira e Jarinu (lote 1); Valinhos, Morungaba, Bom Jesus dos Perdões, Nazaré Paulista, Vargem e Joanópolis (lote 2); e Pedra Bela, Ipeúna, Saltinho, Toledo, Tuiuti e Bragança Paulista (lote 3).  Itatiba, Pinhalzinho, Extrema, Itapeva, Camanducaia e Sapucaí-Mirim formam o lote 4, com investimento de R$ 611.020,87.

Nos dois valores de investimentos, já estão incluídos o termo aditivo que acrescentou a elaboração do estudo gravimétrico dos resíduos sólidos.

Deixe um comentário abaixo