Parque Tecnológico Piracicaba: Cinco anos de inovação e progresso para o setor sucroenergético

Publicado em Por Jose Guilherme Cortenove

 

Cinco anos de inovação e progresso para o setor sucroenergético

Cinco anos de inovação e progresso para o setor sucroenergético

O Parque Tecnológico Piracicaba “Engenheiro Agrônomo Emílio Bruno Germek” (PTP), completa neste mês de agosto, cinco anos em operação, sob a gestão do Apla (Arranjo Produtivo Local do Álcool). Desde 2012, além da geração de empregos, o PTP posiciona Piracicaba e a região como polo de inovações tecnológicas do setor sucroenergético.
Inserido no Sistema Paulista de Parques Tecnológicos, regulamentado pelo Decreto Estadual 50.504, devido à convergência do Governo do Estado de São Paulo e da Prefeitura Municipal de Piracicaba, o PTP que ocupa uma área de 2,2 milhões de metros quadrados, tem o objetivo de promover informação tecnológica, estimular a cooperação entre centros de pesquisa, universidades e empresas, além de dar suporte ao desenvolvimento de atividades empresariais.
Atualmente, o Núcleo do Parque Tecnológico de Piracicaba (PTP) possui 14 empresas instaladas: Agroanalítica, Algae, Andrios, Benri, Delta CO2, Dínamo, Empral Piracicaba, Gênica, Fermentec, GATec, Mérieux NutriScienses Brasil, Microgreen, Saifh e Smartbio.
Além disso, o PTP abriga o Centro Administrativo da Raízen com mais de mil colaboradores, a concessionária Hyundai Caminho, o Prédio Office Reserva Jequitibá com mais de 65% de ocupação, a Esalqtec Incubadora Tecnológica – órgão que atua junto à Esalq/Usp como um centro de apoio a empreendedores da área de tecnologia ligada ao agronegócio, o Colégio CLQ com a unidade modelo e capacidade para mais de 600 alunos, a Fatec (Faculdade de Tecnologia de Piracicaba/Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza) com capacidade para 960 alunos e o IFSP (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – Campus Piracicaba) que atende cerca de mil alunos.
Nas dependências do PTP já está em pleno funcionamento o Garden Mall com o restaurante Varanda Jequitibá e finalização de obra da 2ª fase que contará com Academia Position, lojas de conveniência e os Residenciais Alphaville, Villa D’Aquila e Villa Bela Vista com mais de 1.500 unidades já vendidas.
A mais recente novidade dentro do Parque Tecnológico é a inauguração da Pulse, realizada em 3 de agosto. Por iniciativa da Raizen, o Pulse é um ponto de encontro onde startups, universidades, investidores, executivos e organizações do agronegócio, unem-se para moldar um futuro mais inteligente. O objetivo da Raizen com a Pulse é viabilizar ideias, soluções e novos modelos de negócios numa plataforma aberta para todos que desejem impactar o setor sucroenergético.
Referência entre os Parques Tecnológicos: 
A experiência de implantação, gestão e a governança do Parque Tecnológico são referências para muitas cidades que visitam o PTP em busca de informações para implantarem seus parques tecnológicos, afirmou o gestor administrativo do PTP e diretor executivo do Apla, Flavio Castellar. “Desde a fundação, recebemos autoridades de cidades brasileiras e delegações de diversos países que nos procuram para adquirirem conhecimento, parcerias, convênios e acordos de cooperação”.
Flavio destaca ainda a importância do ambiente que o PTP oferece às empresas. “Os espaços construídos e pensados exclusivamente para empresas do setor sucroenergético, tem como princípio colaborar para que os profissionais de pesquisa e desenvolvimento tenham um local apropriado para a elaboração estudos inovadores, bem como, um espaço onde os executivos e gestores possam receber clientes e fornecedores com estrutura diferenciada.
O Núcleo do Parque Tecnológico de Piracicaba disponibiliza 24 boxes para instalação das incubadoras (24 boxes), auditório com capacidade para 200 pessoas, cantina, salas de reunião, sala de treinamento, biblioteca, laboratórios.

Deixe um comentário abaixo