Prefeito assina convênio de seis projetos para obras na Estância Turística de Brotas

Publicado em Por Hosana Cortenove

O prefeito de Brotas, Orlando Pereira Barreto Neto, o Du Barreto (PSDB); a secretária de Turismo, Luciana Pires de Jesus, representantes da Abrotur (Associação Brotense de Turismo), Acib (Associação Comercial e Industrial de Brotas) e uma comitiva formada pelos vereadores Carlos Alberto Frederigi, Cláudio Macalé, Eduardo Esteves, Luís da Vela, Mirinho Rodrigues e Valdir Sgorlon estiveram em São Paulo, no 19 do mês passado para a assinatura de um convênio com o governo do Estado para a viabilização de seis projetos de obras turísticas na cidade.

Numa primeira fase, o Dade (Departamento de Apoio e Desenvolvimento das Estâncias) irá fornecer uma verba de R$ 202.318,07 para a realização dos projetos técnicos. Estão previstas a criação do Centro de Artes e Artesanato, o Monumento as Águas (Broa), Calçadão na Rodolpho Guimarães, Orla na Represa do Patrimônio, os acessos para a nova ponte do Rio Jacaré e término do asfaltamento da Avenida Jaubert da Silva Braga, com a implantação de uma ciclovia.

“Graças a muito esforço técnico de toda equipe da Administração Municipal, com o apoio dos vereadores, conseguiremos realizar os projetos técnicos para essas importantes obras por cerca de R$ 203 mil, uma grande economia em relação aos R$ 560 mil inicialmente previstos. Mas estamos com um pouco de receio quanto ao início das obras físicas no início de 2016, como era nosso plano, devido a grave crise financeira que atinge o país e o estado. Mas temos conversado diariamente com o Dade para que Brotas receba os recursos o quanto antes”, destaca o prefeito.

De acordo com ele, dos R$ 350 milhões previstos de verbas para obras turísticas no Estado de São Paulo em 2015/2016, o governo só liberou R$ 114 milhões até o momento.

“Existem projetos que estão parados no Dade desde 2009. Temos lutado e vamos lutar para que isso não aconteça com Brotas. Graças a esse esforço, uma equipe técnica do órgão esteve na cidade para orientar a realização dos projetos, o que já é um sinal positivo”, explicou.

O prefeito quer que as obras comecem até março de 2016.

Deixe um comentário abaixo