Prefeito quer aumentar em cerca de 70% salário de Procuradores Jurídicos de Torrinha

Publicado em Por Hosana Cortenove

Já os servidores em geral receberam somente 6% de aumento

 

Nesta terça-feira, dia 20, a Câmara Municipal de Torrinha, realizou a leitura do projeto de lei 31/2015, de autoria do Prefeito de Torrinha, Thiago Rochiti (PSD), que visa aumentar em cerca de 70% salário de Procuradores Jurídicos da Prefeitura Municipal.

Já os servidores em geral receberam somente 6% de aumento.

Na prática o projeto altera os valores do Quadro de Pessoal da Prefeitura Municipal, constantes da Lei Municipal 1.387 de 15 de dezembro de 2010.

Atualmente os procuradores recebem o valor de R$ 1.700,00 (mil e setecentos reais), referência salarial 09 e passariam para a referência salarial 10, ou, seja, recebendo o valor de R$ 3.286,00 (três mil, duzentos e oitenta e seis reais).

Para conceder o reajuste e alteração de referência o prefeito justificou que para não causar aumento de despesas haveria a retirada de dois assessores jurídicos, concentrando as atividades na Procuradoria Jurídica.

Em sua longa justificativa, o prefeito Rochiti, destacou a importância do trabalho da Procuradoria Jurídica e também que os salários dos referidos servidores estão defasados, sobretudo comparando com salários de municípios do mesmo porte.

Embora não se adentre no mérito do merecimento dos procuradores jurídicos, o projeto do prefeito já vem causando certo constrangimento aos vereadores, sobretudo por não ter sido concedido aumento idêntico aos demais servidores, que não receberam nem 10% desse valor.

“Não que os procuradores não mereçam esse valor como salários, mas fica difícil de concordar até porque já estamos sendo cobrados pelos demais servidores do município que receberam tão somente a reposição infracional do período que chegou por volta de 6%. O prefeito não teve a sensibilidade na época e agora ficamos nós vereadores em situação difícil, até porque quem esta no dia a dia prestando serviços e atendendo a população são os servidores não contemplados com esse aumento”, disseram alguns vereadores contatados pela equipe do Jornal “O Regional”.

 

Deixe um comentário abaixo