Prefeito solicita construção de ponte sobre Tijuco Preto já visando a safra de cana

Publicado em Por Hosana Cortenove

A Usina São José, do Grupo Farias, deverá retomar suas atividades ainda neste ano de 2017, depois de ter ficado por cinco anos parada. Se por um lado novos postos de trabalho foram abertos, por outro, os caminhões canavieiros voltarão a circular pela cidade. Isso porque, com a duplicação da Rodovia Comendador Mário Dedini (SP-308), mais conhecida como Rodovia do Açúcar, a rota anteriormente utilizada obriga os caminhões a passarem pelo pedágio do km 147+300m.

Para evitar a cobrança, os veículos irão utilizar como rota a Rodovia Nelson Caproni, entrando no perímetro urbano de Rio das Pedras pela rua Quintino Bocaiúva até acessar a Rodovia Julio Antonio Basso. Nesse percurso, os caminhões carregados passarão por seis rotatórias, uma delas na rua principal do Centro da cidade.

Esses treminhões terão dificuldades para manobras, pois as rotatórias não oferecem ângulo suficiente para a passagem de veículos tão grandes. Além disso, o peso e a quantidade de tráfego causará rápida deterioração do asfalto, trazendo grandes prejuízos à municipalidade e seus cidadãos.

Diante disso, a Prefeitura – em comum acordo com o Grupo Farias – traçou uma rota alternativa, desviando os caminhões para uma estrada municipal não pavimentada, utilizada anteriormente como rota de escoamento da produção, que passa por trás do bairro Vitória Perim Cezarino (Pombal). Contudo, para que não precisem acessar a Rodovia do Açúcar, é necessário fazer um desvio.

Neste novo caminho será preciso a construção de uma ponte sobre o Ribeirão Tijuco Preto, levando os caminhões até a Rodovia Julio Antonio Basso.

“De acordo com estudos de engenharia da Secretaria Municipal de Obras, a ponte teria 12 metros de largura, com vão de 6 metros de comprimento. Encaminhamos à Secretaria Estadual de Agricultura e Abastecimento um relatório fotográfico que mostra a importância da mudança, bem como a rota disponível para os caminhões hoje e o desvio proposto. O que solicitamos é a autorização para a construção da ponte sobre o Ribeirão Tijuco Preto”, explicou o prefeito Carlos Defavari, que também encaminhou ofício à Codasp (Companhia de Desenvolvimento Agrícola de São Paulo) e ao governador Geraldo Alckmin.

Deixe um comentário abaixo