PROERD formou mais uma turma com 450 alunos em São Pedro

Publicado em Por William Camargo

Nesta quarta-feira, dia 30, aconteceu no Estádio Municipal “Ferrucio Feltrim”, o “Sãopedrão”, a formatura de 2016 do PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência), programa de educação preventiva ao uso de drogas que tem como principal objetivo evitar que criança e adolescentes iniciem o uso de entorpecentes.

O evento reuniu 450 alunos de diversas unidades escolares do município e contou com a presença de diversas autoridades civis e militares, além de seus familiares.

Entre as autoridades presentes e que compuseram a mesa de honra: o vice-prefeito de São Pedro, Thiago Silva – representando o prefeito Helinho Zanatta; o vice-presidente da Câmara Municipal, Carlos Eduardo Oliveira; o comandante da PM (Policia Militar) de São Pedro, Capitão Ricardo Bessa; o subcomandante do 10º BPMI (Batalhão de Policiamento Militar do Interior), Paulo Roberto Borges; o juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de São Pedro, Dr. Rodrigo Pinati da Silva; o juiz de Direito da 2ª Vara Judicial, Dr. Luiz Carlos M. Martins; representando a secretaria de Educação, a supervisora Maria Aparecida Fracassi de Barros; o comandante do Tiro de Guerra, Sargento Edimar Roberto De Castro; e o instrutor do PROERD, PM Ribeiro.

No curso, dado por um policial instrutor, no caso de São Pedro, o cabo Alexandre Ribeiro, os estudantes aprendem técnicas centradas na resistência à pressão e auxílio para dizerem não às drogas.

São 16 aulas, uma por semana, com estudantes do 5º ano, onde também são abordados temas como autoestima, controle de tensões, civilidade e técnicas de autocontrole de tensões civilidade.

Inspirado em um programa norte-americano criado após parceria do Departamento de Polícia de Los Angeles e Distrito Escolar daquela cidade, o DARE (Drug Abuse Resistance Education), guiado por dados estatísticos que mostraram alta eficiência em programas de prevenção baseados em tomada de decisões, estabelecimento de valores, resolução de problemas e estilo de vida positivos.

O Proerd é aplicado nas escolas municipais em São Pedro desde 2001, através da parceria entre a Prefeitura Municipal e a Policia Militar do Estado de São Paulo.

O comandante da PM, Ricardo Bessa, abrindo os trabalhos destacou a importância do momento.
“Como anfitrião farei breves considerações. Não posso deixar de agradecer a presença de todas as autoridades. Hoje temos dois juízes que vem a atuação da polícia na repreensão e hoje tem a oportunidade de verem o trabalho da PM na prevenção, como é o PROERD. Temos outros trabalhos também importantes sobre educação no trânsito, entre outros projetos. Não somos só a repreensão, mas somos também prevenção”, destacou Ricardo Bessa.

O vice-prefeito Thiago Silva parabenizou a PM pelo trabalho desenvolvido, através do PROERD.

“Agradeço na pessoa dos juízes Dr. Rodrigo e Dr. Luiz a presença do Poder Judiciário; o vereador Du Sorocaba, representando a nossa Câmara Municipal; a supervisora de ensino, Cidinha Fracassi, representando a secretária de Educação, professora Cléia; o Sargento De Castro; o Major Roberto e o Capitão Bessa, da Policia Militar, que na pessoa do cabo Ribeiro, mostrou o trabalho que ele desenvolveu com as nossas crianças através do PROERD. Ribeiro meus parabéns pelo seu empenho e entusiasmo. Parabenizo a família pelo apoio a seus filhos, que levarão com certeza esse ensinamento a vida toda.

Represento aqui o prefeito Helinho, que como bem disse o capitão Bessa tem trabalho em diversas áreas, inclusive na segurança pública, com investimentos em monitoramento e outras ações”, destaca o vice-prefeito de São Pedro.

O juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de São Pedro, Dr. Rodrigo Pinati da Silva, em seguida fez uso da palavra.

“Parabenizo a todos os professores presentes, que são autoridades as vezes ignoradas, mas que são relevantíssimas e tem todo meu apreço e carinho. As crianças aqui presentes, mais a conversa que eu tenho a dizer é em relação aos pais. Essa grandeza não me surpreende, porque esse programa transmitiu valores muitos positivos para nossas crianças e adolescentes, porque o PROERD visa a integração entre a família, escola e a polícia. Essa prevenção deve ser feita pelos pais. A escola ensina, mais são os pais quem educam. A prevenção da PM em programas como esses é externo, mas a prevenção interna deve ser continua, os pais devem ser atentos aos comportamentos de seus filhos e de quem esteja próximo deles. Toda as práticas relativas as drogas devem ser reprimidas e eu como juiz tenho a tristeza de reconhecer que a droga é o primeiro passo para o fim da vida, se não a morte, o fim da qualidade de vida, de quem está envolvido direta ou indiretamente”, destacou o magistrado em sua fala.

Deixe um comentário abaixo