Secretários apresentam projetos para revitalização e reforma de pontos turísticos de Águas de São Pedro

Publicado em Por Jose Guilherme Cortenove
Secretários apresentam projetos para revitalização e reforma de pontos turísticos de Águas de São Pedro

Secretários apresentam projetos para revitalização e reforma de pontos turísticos de Águas de São Pedro – Foto: Divulgação

Em reunião extraordinária realizada nessa segunda-feira (06), com o Conselho Municipal de Turismo de Águas de São Pedro, a secretária de Turismo, Rose Massarutto, e o arquiteto da Secretaria de Obras, Luís Paulo Valentino, apresentaram projetos contemplados e aprovados pelo Dadetur – Departamento de Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos que aguardam liberação dos recursos.

Dentre os projetos apresentados estão a reformulação do Centro de Informações e estação do trem turístico, além de troca do telhado do Centro de Convenções.

O valor para a reforma do Canal Central, orçada em R$ 734 mil, será destinado a reestruturação de partes da via. “O valor não é suficiente para contemplarmos todo o projeto. Por isso ele foi dividido, e vamos trabalhar por etapas”, informou a secretária. Para acrescer esta verba, a Prefeitura Municipal espera a soma de mais R$ 330 mil. “Este recurso seria para iniciativas que envolvem serviço, que apresentamos ao governo do Estado nos últimos meses. Porém, ainda não está sendo liberado pela Secretaria Estadual de Turismo neste momento”.

De acordo com Rose, houve uma mudança de gestão, e o novo secretário, Fabrício Cobra, decidiu adiar este tipo de investimento. “Ele não sentiu confiança para avaliar tecnicamente os projetos neste ano. Portanto, todas as cidades estâncias, inclusive a nossa, ficou sem o valor para a realização de eventos. Porém, decidimos solicitar a transferência deste recurso para projetos de obras, com o objetivo de não deixar de investir e fomentar o turismo”. A proposta já teve aprovação técnica estadual, agora aguarda o aval da pasta e destinação dos valores.

A ideia com estes recursos é ativar a Central de Informações. “Vamos aumentar o prédio, porém não o suficiente para interferir nos eventos que acontecem no gramado do parque”. Uma das propostas é mudar a Secretaria de Turismo para este espaço. “Assim, durante a semana seria gerido por funcionários da Setur e aos finais de semana por empresas em concessão. Ou seja, a ideia é ter esta central funcionando todos os dias”, afirmou Rose. O local contará ainda com banheiros públicos, inclusive para portadores de necessidades especiais.

Logo em frente, será construída uma plataforma para embarque e desembarque de turistas que estão passeando nos trenzinhos. “O local passará por uma reestruturação urbanística, promovendo a acessibilidade. Buscamos ainda que o comércio local e os empresários do serviço de passeio turístico dialoguem conosco para tornar esta área seja ainda mais agradável e acessível a quem visita Águas de São Pedro”.

Já o Centro de Convenções deverá passar por troca de telhado e mudança de forro. Conforme explicou o arquiteto de Obras, essa é a primeira iniciativa antes de qualquer reforma no local. “Devemos pensar inicialmente no telhado, pois qualquer infiltração ou outro problema irá afetar tudo o que for feito no interior”, esplicou Luiz Paulo. Como este é um investimento alto, o espaço deverá priorizar esta mudança, bem como a acessibilidade. “Também será feita uma rampa de acesso obedecendo os padrões estabelecidos, a fachada será alterada para ficar mais aberta, haverá pintura e mudança do forro da parte dos fundos do espaço, para um que fique mais alto e que tenha uma acústica melhor”. De acordo com o profissional, toda a frente do telhado será trocada, já a parte de trás do Centro de Convenções está com a cobertura nova.

Para a secretária, todas essas mudanças propostas nos projetos são necessárias. “Nós temos áreas e serviços importantes para o turismo em Águas de São Pedro, muito visitados que precisam sofrer manutenção e adequações constantes com o objetivo de trazer cada vez mais turistas para a nossa cidade”. Rose ainda pontuou que design, arquiteturas urbanísticas, qualidade visual, limpeza e manutenção são essenciais para a receptividade do turista. “Ao chegar ao local, ele pode se sentir confortável. Nós do poder público vamos fazer a nossa parte para promover uma melhor adequação dos espaços e assim oportunizar melhores momentos aos nossos visitantes”.

A secretária, que já havia apresentado o projeto de reformulação do Parque das Águas e Portal de Entrada, mostrou novamente algumas plantas. O pedido partiu dos próprios conselheiros, pois alguns não tinham visto em desenho de como ficaria o local (com adequação do tráfego, espaço para caminhada, paisagismo, espelhos d’água, posto de informação, relógio, entre outros).

Rose também apresentou o esboço de um projeto para o espaço destinado aos cavalos, no Parque Dr. Octavio Moura Andrade, que já entraria como um projeto para o futuro, mas com objetivo de desenvolvimento em médio prazo. “Queremos oferecer aos turistas mais um atrativo, promovendo a permanência deles durante mais tempo na cidade”. A proposta é criar um cenário de salon tipo velho oeste, que seja rústico, mas que tenha uma melhor acessibilidade, com piso, calçadas, sinalização, além de um estaleiro para melhor adequação dos animais e cenografia.

Estiveram presentes na reunião do Comtur os conselheiros titulares e suplentes: Samário Rodrigues Menezes, Rosana Salete Grande de Souza, Maria Aparecida Cintra, Paula Pesaresi, Célia Regina Yamamoto, Daniel Hellmeister, Eliane Franco Bourrol, Margarida Lameirão Roncolatto, Adriana Esther Sorgenicht, Carlos Alberto Marques Simões, Márcia Paes Picolli Medinilha, Adão José Tardivelli e José Antônio Franzin; além de Henrique Rocha, João Od. Júnior, Jorge Silveira Duarte e Valter Ferreira.

Deixe um comentário abaixo