Semana Inclusiva no Sesc Piracicaba destaca Síndrome de Down, Alzheimer e Libras

Publicado em Por Diagramador

Entre os dias 2 e 9 de dezembro, o Sesc SP promove a Semana Inclusiva, parceria com a Secretaria do Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SEDPcD) que traz experiências em arte, esporte e educação com acessibilidade a pessoas com e sem deficiências. As atividades acontecerão nas 37 unidades do Sesc na Grande São Paulo, Interior e Litoral.
Em Piracicaba a programação começa com a Conexão Down, uma mostra com ginástica rítmica, karatê, intervenções artísticas e de música dos alunos do Espaço Pipa – Síndrome de Down de Piracicaba. O encontro será em 2 de dezembro, às 14h00, no Ginásio do Sesc.
Alzheimer também será tema da Semana Inclusiva do Sesc Piracicaba com encontro no domingo, (3), às 10h00, que reúne ações de fisioterapia, nutrição, psicologia, farmácia, entre outros, para abordar e trocar conhecimentos sobre a doença. A orientação será da coordenadora Lívia Baltieri, da Abraz (Associação Brasileira de Alzheimer) Piracicaba. Acontecerá também uma oficina gratuita com a educadora Dani Farto que ensinará a fazer uma boneca inclusiva; curso de dois dias sobre noções básicas e introdução ao universo das Libras – Língua Brasileira de Sinais; entre outras atividades. Todas são abertas e gratuitas aos interessados.  Mais informações pelo [sescsp.org.br/piracicaba] sescsp.org.br/piracicaba.

“Semana Inclusiva no Sesc Piracicaba destaca Síndrome de Down, Alzheimer e Libras” – Foto: Divulgação

Respeito às diferenças: No dia 3 de Dezembro, celebra-se o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, estabelecido pela Organização das Nações Unidas (ONU) como marco para discutir, ampliar e planejar um cotidiano com maior qualidade de vida a esta população, entrelaçada à vida de toda a sociedade. Nesse sentido, o Sesc, em parceria com a SEDPcD, realiza, durante a Semana Inclusiva, que em 2017 acontece de 2 a 9 de dezembro, atividades com foco no diálogo sobre a diversidade como forma de um exercício de cidadania coletivo compartilhando direitos e oportunidades de vivenciar nossas cidades de forma plena e democrática. O respeito às diferentes formas de acesso – de cria.

Deixe um comentário abaixo