Senador Italiano Fausto Longo visitou Rio das Pedras

Publicado em Por Jose Guilherme Cortenove

Na sexta-feira (26), Rio das Pedras recebeu a visita do senador italiano Fausto Longo.

O prefeito Carlos Defavari, presidente da Câmara Carlos Sicca, os vereadores Dr. Fernando e Vanderley Canela e o presidente da Associação Comercial e Industrial de Rio das Pedras (Acirp) recepcionaram Longo no plenário da Câmara Municipal, onde o parlamentar da Itália realizou uma breve palestra.

No início de seu discurso, Fausto Longo parabenizou a população rio-pedrense pela escolha do prefeito e vereadores.

“Veja o Executivo e Legislativo atuando com respeito, algo que não é comum tanto no Brasil quanto na Itália. Em diversas cidades encontro grupos políticos se atacando. Creio que no futuro será uma corrida para um destruir o outro e não para promover o bem comum”, destacou ele que já foi vereador e secretário municipal em Piracicaba.

Nascido em Amparo e criado em Piracicaba, o senador Ítalo-Caipira – como gosta de ser chamado – tem o papel de representar dez países da América do Sul. Longo contou a história da chegada dos italianos ao Brasil, que vinham como escravos e não podiam nem ao menos pisar no chão enquanto não tomassem banho com água sanitária. “Éramos tão escravos quanto os negros”, ressalta, lembrando também a trajetória de muitas famílias rio-pedrenses.

Senador Italiano Fausto Longo visitou Rio das Pedras

Senador Italiano Fausto Longo visitou Rio das Pedras – Foto: Divulgação

Entre os assuntos tratados, Fausto Longo falou sobre o incentivo à vinda de empresas italianas para Rio das Pedras.

“As empresas italianas não querem terreno, querem trabalho em parceria. Buscam investimentos considerando o mercado e a demanda. Existem estudos que identificam a vocação de cada região, feito pelo Investe São Paulo. É preciso conhecer e valorizar seus próprios potenciais e tipos de mercados”, explicou o senador, que se colocou a disposição para participar de reuniões e negociações para trazer empresas para Rio das Pedras, inclusive apresentando a cidade para as indústrias.

“É possível pensar em vários segmentos, como o negócio agro alimentar, médico hospitalar, recuperação de lixo e de produção, gestão ambiental e geração de energia limpa. No setor automotivo, oito empresas se instalaram na região nos últimos 15 anos. Podemos buscar a vinda de uma empresa do ramo também”, ressaltou.

Deixe um comentário abaixo