Sesc Piracicaba traz programação dedicada ao Dia da Consciência Negra

Publicado em Por Hosana Cortenove

Dona Jacira  e Evandro Fióti, mãe e irmão do rapper Emicida estarão na programação que se estende por todo o mês de novembro. 

Texto de abertura da programação:

Negros somos nós!

Em 1887 Piracicaba tinha a terceira maior população negra do Estado de São Paulo, atrás somente de Campinas e Bananal. Segundo o Almanak Comercial são 5.663 negros, na sua grande maioria provenientes de Congo e Angola,  forçados a trabalhar nas lavouras de café e cana-de-açúcar das grandes fazendas da região. Com a abolição, essa população alforriada se espalha pela cidade e bairros rurais, funda clube, terreiros religiosos, constrói igrejas e passa a contribuir ativamente para a construção da cultura piracicabana, com seu trabalho, crenças e musicalidade. Para lembrar a relevância dessa contribuição, o Sesc Piracicaba programou uma série de espetáculos, filmes, oficinas e debates para lembrar o quão negro Piracicaba e o mundo são.

Música

Fióti: O cantor, compositor, produtor e empresário é irmão do rapper Emicida. Neste seu primeiro trabalho solo, intitulado Gente Bonita, o músico mistura samba, reggae e brasilidades para compor uma sonoridade própria e tropical. A faixa de abertura do EP, Obrigada, Darcy é uma homenagem a Darcy Ribeiro e foi gravada com as participações especiais de Thiago França (Metá Metá) e Caetano Veloso.
Dia 2, quarta, 16h.
Comedoria. Grátis. Livre para todos os públicos.

Deixe um comentário abaixo