Vereador Bruno Cesar sugere construção de canais ou escadas de progressão no Rio Jacaré para subida de peixes em período da Piracema

Publicado em Por Diagramador

A construção de canais ou escadas de progressão, junto ao Rio Jacaré Pepira, em Brotas, para a subida dos peixes no período da Piracema, foi pleiteada, através da Indicação nº 0/2017, de autoria do vereador Bruno Cesar Veronese Urbano (PSB).

“Vereador Bruno Cesar sugere construção de canais ou escadas de progressão no Rio Jacaré para subida de peixes em período da Piracema” – Foto: Arquivo/Jornal O Regional

O vereador destaca que o principal objetivo é preservar as espécies e evitar-se o desequilíbrio ecológico no rio, durante a Piracema, que é o período de desova dos peixes, que ocorre entre os meses de outubro a março, sendo que os peixes reofílicos (peixes que migram para reprodução), precisam nadar contra a correnteza, em uma subida árdua até as cabeceiras dos rios, para se reproduzirem.

“Esse processo é muito importante para o sucesso reprodutivo, uma vez que o aumento físico aumenta a produção de hormônios e causa a queima de gorduras. Constata-se que cada espécie de peixe necessita de sua amplitude migratória, para chegar assim na reprodução, como o dourado, que percorre cerca de 500 Km, a montante, até a exaustão. Realiza a reprodução e desce novamente o rio. Porém, um dos maiores problemas e obstáculos encontrados, nesta rota migratória, é a presença de barragens nos rios, fato ocorrido em nosso Município, pelo que, se faz então, a necessidade urgente da construção de canais ou escadas, para propiciar a subida dos peixes na altura da Ponte Pensil, proporcionando a continuidade da piracema de várias espécies e, um modo de evitar que os peixes sejam feridos ou mortos quando tentam lançar-se contra a barragem”, destaca o parlamentar brotense.

“Outro reflexo sentido e relatado pela população, é a diminuição de peixes a montante da represa, relatada por pescadores habituais e, que acabam impactando, não somente na prática do lazer, mas também na complementação de renda de algumas famílias, que buscavam na pesca uma forma de suplementar a renda familiar. Essa indicação foi solicitada por vários munícipes dentre outras pessoas, que relatam diminuição do número de peixes, tal como a de variedade de espécies, como o Dourado, e como forma de evitar-se o desequilíbrio ecológico no rio e evitar a extinção de determinadas qualidades de peixes”, completa o parlamentar.

Deixe um comentário abaixo