Vereador Ita é contra Projeto de Reestruturação na Câmara de São Pedro

Publicado em Por Hosana Cortenove

Nesta semana, o vereador de São Pedro, Henrique Jesus Ramos da Silva (PSD), se declarou contrário ao Projeto de Lei Complementar nº 08/2016 que “Dispõe sobre a Reestruturação da Câmara Municipal de São Pedro e dá outras providências”. O projeto foi protocolado na semana passada pelos membros da Mesa Diretora da Câmara Municipal de São Pedro, Dr. Alex Siloto (presidente) e Ivan Teixeira (primeiro secretário) e deve ser votado na próxima segunda-feira, dia 06.

O projeto prevê ao todo a existência de 27 cargos, criando 12 novos cargos, que custariam ao todo R$ 893.637,68 (oitocentos, noventa e três mil, seiscentos e trinta e sete reais e sessenta e oito centavos), sendo eles: 4 assistentes administrativos; 4 assessores parlamentares; 2 motoristas com carga horária de 8 horas; 1 motorista com carga horária de 4 horas (cargo atualmente existente e que seria extinto na vacância);   2 copeiras com carga horária de 8 horas; 1 copeira com carga horária de 4 horas (cargo atualmente existente e que seria extinto na vacância);   1  agente de comunicação; 1 assistente de secretaria (cargo atualmente existente e que seria extinto na vacância); 1 coordenador de secretaria (também existente atualmente e seria extinto na vacância); 1 coordenador de finanças (também existente atualmente e seria extinto na vacância); 1 auxiliar de manutenção predial; 1 assistente contábil; 1 procurador jurídico; 2 recepcionistas/telefonistas; 1 assessor jurídico; 1 assessor legislativo; 1 chefe de gabinete e 1 diretor geral.

O parlamentar esteve na sede do Jornal “O Regional”, onde afirmou sua posição e expos os motivos.

Para Ita, que já foi presidente da Câmara Municipal, o projeto precisa ser mais bem discutido e como o novo prédio do Legislativo Municipal ainda não foi concluído esse não seria o momento ideal para apresentar o mesmo em sua opinião.

Temos vários fatores que fazem com que tomamos essa decisão, por exemplo: “Primeiro, não sabemos quem será eleito para a próxima legislatura que essa sim deve apresentar esse projeto. Não é o momento de apresentar um projeto dessa natureza, porque o novo prédio da Câmara Municipal ainda não esta pronto e o mesmo também necessita ser mais bem analisado e elaborado. Por isso me posiciono nesta votação contrário a esse projeto de reestruturação”, destaca o vereador.

“É certo que as despesas devem sofrer um aumento, pois sabemos que para atender a nova estrutura iremos precisar de mais funcionários, mas volto a afirmar que essa também é uma decisão que deve ser tomada pelos vereadores que serão eleitos nesse pleito de 2016 e mediante esses fatos adianto que serei contrario a esse projeto”, explicou o verador Ita, que acrescentou. “Em 2013 o prefeito Helinho Zanatta deu exemplo e reduziu de 14 para 5 secretarias e nesse momento estaríamos indo na contramão e mais uma vez reitero que é fato que um novo prédio maior demandará de mais funcionários, mas no momento oportuno os eleitos poderão avaliar a quantidade efetivamente necessária, sempre com bom senso”, finaliza Ita.

Deixe um comentário abaixo