Vereador Mário de Barros e ex-vereador Hélio de Souza relembram centenário de Ulysses Guimarães

Publicado em Por Hosana Cortenove

Ulisses que era nascido no Itaqueri da Serra e viabilizou conquistas para São Pedro

Nessa semana, o vereador de São Pedro, Mário de Barros (PDT) e o ex-vereador Hélio de Souza (PC do B), dois recordistas de mandatos parlamentares da cidade, relembrar o centenário de nascimento de Ulysses Guimarães, político brasileiro de grande destaque e que teve conquistas importantes para a cidade, entre elas a Rodovia que leva seu nome, localizada no Alto da Serra.

“Ulysses era um político arrojado e um exímio articulador. Sempre prestigiou muito a nossa região e tivemos a honra de conviver por muitos anos com ele, inclusive quando eu e o Mário de Barros éramos do MDB junto com outros companheiros”, relembra Hélio de Souza, que também é recordista de mandatos como presidente da Câmara Municipal e foi vice-prefeito.

“O Ulysses quando assumiu a presidência da República não esqueceu de São Pedro e viabilizou recursos para o que hoje é a Rodovia que leva seu nome e que liga São Pedro a Itirapina, além de atender outras demandas de nossa cidade e da região. Também foi um político integro e muito honesto, que galgou grandes espaços no cenário político nacional.  Seu nome é muito lembrado até hoje pela sua sabedoria e paciência com que se portava”, destaca o vereador Mário de Barros (PDT).

Ulysses Silveira Guimarães nasceu em 1916, em Rio Claro, no interior de São Paulo, especificamente em Itaqueri da Serra, que na época pertencia a Rio Claro e hoje pertence a Itirapina. Advogado, foi eleito deputado federal 11 vezes, sendo o deputado que mais tempo exerceu a função, de 1951 a 1992.

Tornou-se um dos mais ativos opositores da ditadura militar, tendo lançado a própria candidatura à Presidência em 1973, como forma de protesto ao regime de Médici. Apoiou o movimento “Diretas Já” e fundou o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMBD).

Presidente da Assembleia Nacional Constituinte que instaurou a Constituição de 1988, Ulysses disse que ela deveria ser “a voz, a letra, a vontade política da sociedade rumo à mudança”. Em 1992, o helicóptero que transportava Ulysses, a esposa e o ex-senador Severo Gomes caiu no mar após uma tempestade. O corpo do político nunca foi encontrado.

“Dr. Ulisses foi um homem a frente de seu tempo e por isso fazer essa singela homenagem comemorando o seu centenário é importante num momento que vivemos uma grave crise politica. Quero mostrar principalmente para os mais jovens que o Brasil é um país maravilhoso e depende de nós para que as coisas mude, precisamos de homens sérios na politica como foi Dr. Ulisses, nem tudo esta perdido, temos bons politico o que precisamos fazer e separar o “joio do trigo”, e não deixamos ser enganados por falsas promessas ou conversas”, falou Mario de Barros.

Deixe um comentário abaixo