Vereadores cobram melhorias nos serviços prestados pela Elektro no município de Ipeúna

Publicado em Por Diagramador

Nesta segunda-feira, dia 25, o Presidente da Câmara Municipal de Ipeúna, Vereador Alécio Pazetto acompanhado do Primeiro Secretário, Vereador Adilson do Portal, estiveram em Campinas, na sede da Elektro, cobrando melhor atendimento a cidade de Ipeúna.

Dois temas principais foram abordados pelos parlamentares ipeneunses: a qualidade do serviço e iluminação pública e a ligação e instalação de nova rede de eletricidade no novo distrito industrial.

Em relação ao serviço de iluminação pública cobraram que o atendimento da Elektro forneça as informações corretas aos munícipes de Ipeúna, quando acionado, pois o serviço de iluminação pública, por determinação da Justiça, continua sendo executado e de responsabilidade exclusiva da Elektro, entretanto, muitas vezes ao ligar no serviço de atendimento da concessionária a informação prestada é de que o munícipe deve procurar a prefeitura.

“É inadmissível, considerando a existência de uma decisão judicial, que determina que os serviços continuem sobre responsabilidade da empresa, que seus funcionários prestem uma informação equivocada aos munícipes. Em Ipeúna o serviço de iluminação pública continua de responsabilidade da Elektro, cobramos que a concessionária preste as informações corretas aos munícipes, abra as ordens e realizem o serviço em tempo razoável”, disseram.

Na mesma tonica, os vereadores ipeunenses cobraram da Elektro a realização das obras de implantação da rede e ligação de energia no novo distrito industrial.

A Prefeitura de Ipeúna já fez o pagamento há quase um ano e até a presente data a Elektro não executou os serviços, que são essenciais para que as indústrias possam iniciar as obras de suas unidades fabris, o que vai gerar emprego e renda para Ipeúna.

“O pagamento já foi efetuado pela Prefeitura, os terrenos foram cedidos, a rede de agua foi instalada, resta apenas os serviços da Elektro para que as novas unidades industriais possam iniciar a construções de suas fábricas e beneficiar nossa população, caso o serviço não seja realizados iremos ver junto ao executivo quais medidas poderemos adotar e se preciso for iremos novamente a justiça pedindo para que a empresa realize o serviço que como dissemos esta pago”, concluíram os parlamentares.

Deixe um comentário abaixo