Vereadores defendem Frente Parlamentar pela Saúde de Piracicaba

Publicado em Por Jose Guilherme Cortenove
Vereadores defendem Frente Parlamentar pela Saúde de Piracicaba

Vereadores defendem Frente Parlamentar pela Saúde de Piracicaba

Nesta segunda-feira, por mais de 30 minutos os vereadores de Piracicaba suspenderam parte dos trabalhos da 55ª reunião ordinária da Câmara Municipal, para conversar com o prefeito Barjas Negri (PSDB), sobre o problema de saúde pública de Piracicaba, no mesmo dia em que a Santa Casa de Misericórdia anunciou a suspensão de cirurgias eletivas pelo SUS, em função de dívida da prefeitura que ultrapassa 16 milhões de reais.

O presidente da Câmara Municipal, vereador Matheus Erler (PTB), seguido por diversos vereadores solicitaram “Pela Ordem” e “Questão de Ordem” para defender a criação de uma Frente Parlamentar que possa agregar os diversos municípios da região de Piracicaba em esforços junto ao Ministério da Saúde, em Brasília, além de contar com o apoio da força de deputados e até do governo do Estado no pedido de mais verbas para a saúde, que possam respaldar a cidade de Piracicaba e região.

A pauta da Ordem do Dia apresentava 20 proposituras, sendo que foram aprovados dois projetos de decreto legislativo e duas moções.

A pedido do presidente da Câmara Municipal, vereador Matheus Erler (PTB), o projeto de decreto legislativo 48/2017 foi adiado por duas reuniões. As demais matérias que constavam da pauta serão apreciadas nas próximas reuniões, em função da falta de tempo regimental.

O vereador Ary Pedroso Jr. (SD) foi o entrevistado no Programa Primeiro Tempo, ao vivo, que vai ao ar todas as segundas e quintas-feiras, por volta das 19h20, até minutos antes das reuniões ordinárias.

No expediente da reunião ordinária, às 19h30, o vereador Jonson de Oliveira (PSDB)  fez a entrega da moção de aplausos 91/2017, de sua autoria, que parabeniza a OdontoCompany pelos cinco anos de atuação em Piracicaba, pelos relevantes serviços prestados à população.

O primeiro orador da noite a ocupar a tribuna da Câmara, nos 10 minutos regimentais, destinados a cada parlamentar, para assuntos diversos, foi o vereador Ronaldo Moschini (PPS), seguido por André Bandeira (PSDB), Ary Pedroso Júnior (SD), Gilmar Rotta (PMDB) e Isac de Souza (PTB).

Nos cinco minutos regimentais, destinados a líderes partidários discursaram os vereadores: Matheus Erler (PTB), Laércio Trevisan Jr. (PR) e Paulo Campos (PSD).

Deixe um comentário abaixo