Iniciada a construção do prédio para abrigar “varejão” no Chácara Nazareth II em Piracicaba

Publicado em Por Jose Guilherme Cortenove
Iniciada a construção do prédio para abrigar “varejão” no Chácara Nazareth II em Piracicaba

Iniciada a construção do prédio para abrigar “varejão” no Chácara Nazareth II em Piracicaba – Foto: Divulgação

A Prefeitura de Piracicaba, por meio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento (Sema), já deu início às obras para a construção do varejão e centro social do bairro Chácara Nazareth II.
O equipamento vai beneficiar, aproximadamente, 25 mil pessoas daquela região.
Já foram executados serviços de terraplenagem e fundação, agora esta sendo colocada a estrutura de sustentação do telhado, que deve levar alguns dias para ficar concluído. A obra deve ser finalizada no final deste ano. O investimento aproximado é de R$ 220 mil.
A construção, na rua Nestor Tedesco com a rua Sebastião Ezequiel de Paula e avenida Pio Sbrissa, terá 315 metros quadrados e está sendo executada com mão de obra própria da Sema.
Com o novo equipamento, a expectativa é comercializar 3 toneladas de hortifrútis por semana. Estão instalados hoje, no município, 29 varejões que comercializam 12 mil toneladas de hortifrútis por ano.
O novo espaço integra a filosofia da SEMA, que é de construir equipamentos que não sejam somente direcionados para a venda de produtos.
Os últimos varejões foram arquitetados para funcionar também como equipamento social para diversas atividades, como cursos, práticas esportivas e bailes.
O bairro Nazareth II tem recebido atenção especial da atual administração. Recentemente foi entregue àquela comunidade a academia de ginástica ao ar livre.
No local funciona ainda o campo de futebol e o parque de lazer. Com a instalação do varejão, o espaço se transformará em complexo de lazer, social e de abastecimento.
O secretário da SEMA, Waldemar Gimenez, afirmou que a construção segue o padrão dos demais varejões municipais, com galpão de comercialização, sanitários masculino e feminino – e adaptados para pessoas com deficiência, sala de administração e cozinha.
“Além de economizar, a população do Nazareth II e bairros adjacentes, poderá fazer compras com maior comodidade, em um ambiente coberto e adequado para este tipo de serviço”, afirmou o secretário da SEMA.
Gimenez destaca ainda que os preços e a qualidade dos produtos comercializados no varejão são controlados pelos agentes de abastecimento da Sema e a comercialização é feita por pequenos produtores do município e permissionários, que buscam os seus produtos direto na roça ou nos entrepostos dos Ceasas de Campinas e de Piracicaba, conseguindo, assim, praticar preços menores.

Deixe um comentário abaixo