Rio das Pedras está fora da área de risco de febre amarela

Publicado em Por Jose Guilherme Cortenove
Rio das Pedras está fora da área de risco de febre amarela

Rio das Pedras está fora da área de risco de febre amarela

A Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, junto com o Ministério da Saúde, confirma que Rio das Pedras não faz parte da área de risco de febre amarela. Em reunião com a coordenação do GVE XX (Grupo de Vigilância Epidemiológica – Piracicaba), foi informado que os 26 municípios da região estão na área sem recomendação da vacina.

De acordo com o GVE XX, nos últimos 10 anos houve apenas um caso de febre amarela em Rio das Pedras – em 2011. Nas 26 cidades da região, entre 2008 e 2018 foram 137 casos, mas nenhum autóctone, ou seja, que foram contraídos em outras regiões.

Segundo definições e orientações passadas pelos técnicos especialistas do Estado, em Rio das Pedras só deverão ser vacinadas as pessoas que realmente forem viajar para áreas de risco, que comprovem a viagem e a moradia no município. “Não há motivos para pânico, uma vez que não temos transmissão da doença próxima ao município e o risco da transmissão se tornar urbana é muito remota”, explica a enfermeira Kallyne Pissinato.

A Secretaria Estadual da Saúde não irá encaminhar doses extras para Rio das Pedras por não estar em área de risco. Será encaminhado o quantitativo mensal de rotina, portanto, o município está realizando triagem para avaliar quem realmente precisa ser vacinado.

A vacina oferece riscos e deve ser tomada em caso de necessidade. De acordo com o GVE XX, foram confirmadas três mortes em decorrência de reações à vacina e nove casos estão sob investigação. Não há indicação de imunização para grávidas que morem em locais sem recomendação para vacina, mulheres amamentando, crianças com até 6 meses e imunodeprimidos, como pacientes em tratamento quimioterápico, radioterápico ou com corticoides em doses elevadas (como por exemplo Lúpus e Artrite Reumatoide), maiores de 60 anos com doenças pré-existentes, pessoas com alergia a algum componente da vacina – em especial o ovo – e com doença febril grave. Em caso de dúvida, é fundamental consultar o médico.

Vacinação em Rio das Pedras: A imunização continua sendo feita às terças e quintas-feiras, das 9 às 14 horas. Para receber a dose é obrigatório apresentar o cartão do SUS, comprovante de residência, comprovante da viagem para área de risco – a vacina deve ser tomada com dez dias de antecedência da viagem –, caminhoneiros que comprovarem a profissão. Os menores de 15 anos devem apresentar o cartão de vacina e maiores de 60 anos somente com receita médica.

Serão distribuídas 50 senhas por dia. As doses serão aplicadas enquanto durar o estoque da vacina. O recebimento de novas doses está condicionado ao Governo do Estado.

Deixe um comentário abaixo