Secretaria e entidades ligadas à saúde realizam em conjunto ações para intensificar Outubro Rosa

Publicado em Por Jose Guilherme Cortenove
Secretaria e entidades ligadas à saúde realizam em conjunto ações para intensificar Outubro Rosa

Secretaria e entidades ligadas à saúde realizam em conjunto ações para intensificar Outubro Rosa

Em coletiva realizada na tarde desta segunda-feira, dia 09, no anfiteatro do Centro Cívico de Piracicaba, organizada pela Secretaria da Saúde, entidades de saúde da cidade, apresentaram as ações que estão desenvolvendo durante o Outubro Rosa, para incentivar  a prevenção do câncer de mama e colo de útero.

O objetivo do momento, além de mostrar a amplitude da rede municipal de saúde, envolvendo o setor público e privado, foi destacar a Caminhada Outubro Rosa, que acontecerá no dia 22 de outubro, domingo da próxima semana, no Parque da Rua do Porto, evento idealizado conjuntamente.

As entidades envolvidas na Caminhada Outubro Rosa são: Santa Casa, Hospital dos Fornecedores de Cana (HFC), Unimed, Associação Ilumina, Unimep, Anhanguera e Via Ágil. Do setor público, participam o Fundo Social de Solidariedade (FUSSP), a Secretaria de Saúde, Obras e Semuttran.

O destaque do encontro ficou por conta do ônibus da Via Ágil, patrocinado pela Unimed, que circulará por todos os bairros da cidades para chamar a atenção da população e divulgar a importância da prevenção.

O veículo foi pintado de rosa e azul, em alusão ao Outubro Rosa e ao Novembro Azul, meses voltados à prevenção da mulher e do homem, respectivamente.

O prefeito Barjas Negri destacou a amplitude do termo prevenção, que envolve alimentação adequada e caminhadas, em prol de uma vida saudável.

“Outubro é para potencializar a prevenção, que deve estar presente no dia a dia das famílias”, enfatizou.

Barjas Negri destacou ainda que Piracicaba conta com uma ampla rede de atendimento à saúde, pública e privada, e que a crise tem prejudicado muito todos os setores.

“Mas a crise não pode ser usada como desculpa, porque mesmo com ela é possível oferecer um bom trabalho e esse tem sido no nosso esforço”, completou.

Sandra Negri, presidente do FUSSP, contou como nasceu a ideia da Caminhada Outubro Rosa.

“Foi um convite da Prefeitura de Campinas com a EPTV, com o objetivo de envolver todas as cidades da região em uma atividade realizada em um mesmo dia, para fortalecer a percepção social sobre a saúde da mulher”, ressaltou.

Segundo ela, que participou dessa reunião em Campinas, o canal de TV daria flashs ao vivo das atividades.

A primeira-dama lembrou também que a partir dessa sugestão, tentou reunir as entidades para iniciar um trabalho em conjunto e realizar o evento.

“Todas elas aceitaram de imediato e conseguimos organizar tudo, como pode ser visto nesta coletiva. E esperamos que a caminhada no dia 22 também seja um sucesso”, afirma a primeira-dama.

O secretário de Saúde, Dr. Pedro Mello, observou que o câncer é um problema social que precisa ser enfrentado com persistência, porque é responsável por 25% das mortes da população adulta. “Por isso a importância da detecção precoce, uma vez que o índice de cura, quando identificado em sua fase inicial, é elevado em até 90%. No entanto, hoje, quando o diagnóstico é feito, a doença já se encontra em estágio avançado, o que torna mais difícil a reversão do quadro”, ressaltou o secretário.

Dr. Carlos Alberto Youssef, presidente da Unimed, elogiou a iniciativa e disse que a partir desse ano as campanha Outubro Rosa e Novembro Azul vão ter sua dimensão ampliada.

“Terá uma dimensão muito maior da que está tendo”. Um dos fatores para o seu entusiasmo é o ônibus, que a partir de hoje passa a circular nos bairros para divulgar os exames precoces de mama, colo de útero e de próstata, envolvendo Secretaria de Saúde, Via Ágil, Unimed e Ilumina”, afirmou.

Ele disse ainda que os novos medicamentos que estão entrando no mercado são de alta eficácia, com potencial elevado de cura dessas doenças quando diagnosticadas em tempo.

O provedor da Santa Casa, Orlando Pavão, lembrou a importância da intensificação dos exames no mês de outubro, mas apontou também que o mês ganha destaque pela sua função de lembrar as pessoas, mas que a “intensificação dos exames deve acontecer o ano todo”. Pedrilha de Goes Baggi, psicóloga do CECAN, disse que os pacientes com câncer conseguem levar uma vida normal, quando bem cuidados, mas que essa situação poderia ser diferente: “Para se ter uma dimensão, de 1.200 diagnósticos que chegam até nós, 320 apresentam a doença em seus mais diversos estágios avançados de câncer de mama”.

Tereza Horibe, representando a UNIMEP, destacou a importância do autoexame. Segundo ela, a mulher conhece melhor o seu próprio corpo. Por isso o autoexame precisa ser lembrado sempre, até para que as pessoas percam o medo da doença. Só assim a prevenção se torna mais eficaz.

“Desde a década de 90 as mulheres vêm se despertando para essa questão. Tivemos sim muitas melhoras de lá para cá, mas precisamos avançar mais. Por isso a importância de um evento como este realizado em conjunto”, destaca.

Camila Cremonini Cordoba, enfermeira chefe da Ilumina, falou sobre as atividades que o Ilumina vai desenvolver na cidade nos dias 31 de outubro e 01 de novembro, quando chegará na cidade uma carreta do Hospital do Câncer de Barretos para os dois dias de exames. (Para maiores informações, ligar no telefone: 3375-0140).

Tatiana Bonini, coordenadora de enfermagem da Atenção Básica, enfatizou o mérito do trabalho em conjunto, apontou para o fato de todas as unidades de saúde da rede pública estarem intensificando desde o início do mês os exames de papanicolau, orientações sobre autoexame, agendamentos para câncer de mama e de prevenção à saúde da mulher.

“Este trabalho se fortalece no mês de outubro, mas a rede pública está sempre aberta para que as mulheres possam fazer seus exames preventivos”, concluiu.

Deixe um comentário abaixo