Utilidade Pública: Justiça Eleitoral esclarece falso boato sobre cobrança para cadastramento biométrico

Publicado em Por Diagramador

A Justiça Eleitoral esclarece que é falsa a notícia de que os eleitores que não comparecerem ao cadastramento biométrico até 7 de dezembro serão multados em 150 reais. Essa informação que circula em aplicativos de mensagens, como o Whatsapp, é falsa.

“Utilidade Pública: Justiça Eleitoral esclarece falso boato sobre cobrança para cadastramento biométrico” – Foto: Divulgação

Em São Paulo, 85 cidades (http://www.tre-sp.jus.br/eleitor/identificacao-biometrica-1/identificacao-biometrica) passam pelo cadastramento biométrico obrigatório e o eleitor que não comparecer nos prazos estabelecidos terão os seus títulos cancelados e deverão adotar as providencias para regularização.

Com o título cancelado, o eleitor não poderá tirar passaporte, tomar posse em cargo público, matricular-se em estabelecimento oficial de ensino e obter empréstimo em bancos públicos, entre outros impedimentos.

Nos demais municípios onde a biometria já foi adotada, mas o cadastramento ainda não é obrigatório, como na capital, ainda não há prazo final estabelecido para o comparecimento dos eleitores, contudo, a Justiça Eleitoral recomenda que os eleitores se adiantem e façam sua biometria para evitar filas no futuro.

Deixe um comentário abaixo